Por que o online está mantendo as empresas de pé em meio à crise

Diante de uma pandemia grave e incerta, as empresas estão procurando soluções para que seus negócios não sofram impactos ainda maiores.

Equipes de marketing B2B e B2C enfrentam desafios próprios, já que todos os planejamentos para o ano estão fracassando – mas, ao mesmo tempo, exigindo a adoção de novas estratégias: as digitais.

A experiência comum do B2B até agora tem sido cancelamento de eventos, campanhas de e-mail não entregues e orçamentos reduzidos.

Como lidar com essa crise? Aqui, algumas dicas direcionadas para estratégias SEO:

Busca orgânica

A busca orgânica é um dos melhores investimentos do momento, porque as empresas estão se recuperando, mas também procurando cortar custos. Assim, as lideranças estão procurando soluções online mais do que nunca.

Os profissionais de marketing podem usar esse tempo para se aprofundar nos desejos e necessidades de seus clientes e permanecer à frente de tendências que só serão notadas pelo mundo em geral após a crise.

Pesquisa de palavras-chave

Ao pensar em como chegar ao seu público, é fundamental começar se perguntando: “o que eles estão procurando?”, e não apenas “o que eu acho que eles estão procurando?”.

Para responder essa pergunta, o uso de dados da busca orgânica e de mídias sociais é fundamental: com eles, se torna possível descobrir tópicos de conteúdos que certamente têm entrada em todos os canais da empresa.

Para se aprofundar na intenção de seus clientes e na maneira como seus concorrentes estão lidando com ela, há muitas ferramentas disponíveis gratuitamente, como o Google Keyword Planner.

Produção de conteúdo

Sabe aquele blog parado com conteúdo especializado sobre seu produto ou serviço? Esse é o momento de reativá-lo.

Em quarentena, os consumidores estão cada vez mais demandando informações sobre eles antes de comprar – e ter conteúdo atualizado não apenas gera mais relevância na busca orgânica, como entrega valor ao cliente.

Além disso, os blog posts são uma estratégia digital assertiva quando os públicos em questão são da Geração Z, a primeira nativa digital e que, de acordo com vários estudos, não realiza nenhuma conversão antes de pesquisar muito sobre as informações disponíveis.

Responder perguntas

A mesma lógica do blog vale para FAQs – um formato de texto em perguntas e respostas. Esse conteúdo focado em SEO, a longo prazo, se torna mais barato do que campanhas pagas – e tem um ROI mais alto.

Segundo dados do próprio Google, gastos com pesquisa pagas retornam apenas duas vezes, enquanto um relatório da consultoria American Forrester mostrou que campanhas orgânicas retornam de 5 a 6 vezes.

Isso é especialmente verdadeiro em tempos difíceis, quando as empresas não estão dispostas a gastar dinheiro e são mais seletivas na escolha de um produto. Ao responder às perguntas sobre um produto de maneira completa, você se coloca à vontade quando o dinheiro está disponível.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

O Marketing B2B e o Impacto do Coronavírus