O Marketing B2B em tempos de coronavírus

Com o crescimento da pandemia do novo coronavírus a nível internacional, empresas e marcas globais estão sendo obrigadas a lidar com a crise – tanto externa quando internamente. Na semana passada, por exemplo, conferências encabeçadas por gigantes como IBM e Adobe foram canceladas por causa do vírus.

É a mesma situação de muitos times de marketing, que estão precisando mudar suas rotas para pensar em alternativas que mantenham a produtividade, mas não deixem de reagir à grave crise imunológica.

Os desafios do marketing na pandemia

Pesquisas mostram que cerca de 40% dos orçamentos de marketing das empresas são utilizados com gastos que envolvem locomoção de pessoas – principalmente eventos de negócios. Com a necessidade de isolamento social, os profissionais da área estão sendo desafiados a redistribuir os recursos rapidamente.

E para onde os esforços estão sendo direcionados? Para o marketing de conteúdo, que permite manter públicos ativos mesmo durante a crise.

O marketing de conteúdo, vale dizer, não é mais apenas estratégias editoriais e posts de blogs: é uma abordagem holística que reúne um conjunto de práticas digitais, como e-mail, redes sociais, SEO e mídia paga com o objetivo de manter os consumidores ligados às empresas e às suas marcas preferidas.

No marketing B2B, essas estratégias são determinantes para que a interação entre público e empresa permaneça durante o período de isolamento e, no B2C, para que a paralisação dos eventos físicos não tenha impactos tão significativos nos negócios.

É o que estão fazendo as mesmas gigantes mundiais citadas no começo deste artigo: a IBM cancelou uma grande conferência que faria em San Francisco, nos Estados Unidos, mas está organizando um encontro online com as mesmas dimensões para maio. A preparação já está sendo feita com um direcionamento claro: marketing de conteúdo para manter a relevância do evento sem os riscos que uma viagem dessas pode ter neste momento.

O que é marketing de conteúdo?

É um tipo de marketing digital em que as empresas desenvolvem uma relação contínua com os consumidores por meio de conteúdo não-promocional capaz de agregar valor cada vez que consumido.

Esse conteúdo pode ser tanto e-mail marketing e posts em blog como estratégicas de SEO, mídia paga e artigos opinativos. Sua característica principal, porém, é não ser jamais um veículo promocional.

Ao contrário, o marketing de conteúdo permite que marcas se tornem storytellers e, no contexto de uma crise pandêmica, que elas possam fornecer informações úteis para seus clientes – que estão demandando cada vez mais conteúdo que entretenha, inspire, eduque e, claro, informe.

É por isso que estratégias de marketing de conteúdo são tão relevantes agora: elas permitem que as empresas e marcas continuem próximas de seus públicos mesmo que eles não tenham condições de sair de casa.

A importância das estratégias digitais

Em um horizonte digital que muda constantemente, saber se comunicar com o público segue sendo uma postura fundamental. Em um momento em que eventos físicos estão paralisados – o que diminui a geração de demanda –, focar no digital se torna vital: são esses canais que permitem que a comunicação empresa-cliente continue em paralelo à crise.

Muitos especialistas da área estão dizendo que aumentar gastos em digital agora pode fazer crescer também o volume de leads. Eles também argumentam que, à medida que as restrições sociais aumentam, medidas como a da IBM são caminhos que outras empresas do mundo todo devem seguir – transformando encontros e estratégias por meio do digital.

Se fizerem isso, as marcas vão ter condições de manter seus eventos ou de seguir próximas de seus clientes – aumentando o engajamento e gerando demandas – mesmo diante de uma pandemia com a gravidade da que estamos enfrentando. Mais do que isso, elas vão se tornar storytellers em massa, entregando conteúdo que agrega valor ao branding e aos produtos ou serviços que vendem.

Em um momento desafiador como o atual, passar a identidade da marca, assim como seus valores, é muito importante. Assim, se o novo coronavírus é um problema que atinge a todos, ele também pode oferecer meios de repensar práticas: neste caso, em refletir como o marketing digital é um caminho inevitável em um mundo em constante transformação, mas suscetível a crises como a de hoje.

Mais do que isso, ele é uma forma fundamental de seguir interagindo com os consumidores ainda que o contato físico com eles esteja restrito. Dessa forma, os negócios tendem a sofrer menos impactos das mudanças drásticas que as pessoas tiveram que implementar em seus cotidianos.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

O Marketing B2B e o Impacto do Coronavírus