Estratégias que podem fazer sua empresa passar melhor pela crise

Com o crescimento diário da curva de contaminação do covid-19 – o novo coronavírus – no Brasil, empresas estão tendo que repensar seus planejamentos estratégicos e orçamentos para vários setores, como o marketing.

Em momentos como esse, é comum que o setor de marketing seja afetado com cortes de verbas – um equívoco que, se por um lado diminui custos no curto prazo, tem consequências significativas no longo prazo. Manter a visibilidade entre o público-alvo é essencial para uma lucratividade estável e para não afetar o relacionamento com os clientes.

Para empresários ou empreendedores, no entanto, manter a calma em momentos como esse é uma habilidade fundamental. Uma iniciativa razoável agora pode ser estabelecer pequenas etapas ou metas, colocando seu negócio em uma posição mais segura para permanecer firme em meio ao aumento da crise – projetada pelas autoridades para acontecer em abril.

Notícias positivas já estão chegando de lugares como a China, epicentro da pandemia e onde já há sinais de recuperação econômica.

A seguir, indicamos quatro abordagens de Marketing B2B para aplicar em tempos de pandemia:

Pensar no impacto aos consumidores

Dependendo do ramo de atuação da empresa, os clientes podem estar experimentando questões muito particulares em meio à pandemia.

Assim, pensar estrategicamente sobre cada uma dessas questões permite a geração de insights para ajudá-los. É possível, por exemplo, refletir sobre o storytelling, planos de marketing e até nos serviços oferecidos para lidar com o momento.

Alguns de nossos clientes, por exemplo, estão disponibilizando seus cursos de treinamento ou de formação em áreas específicas em ferramentas online, contando com nossos esforços para efetuarem os redirecionamentos de forma segura e eficaz.

Desafios ainda ligados a cadeias de suprimentos, gestão de funcionários em home office, restrições de movimentação social ou mesmo de demanda podem ser solucionados com essa postura. No limite, toda uma categoria de produtos ou serviços pode ser reconfigurada para resolvê-los.

Novos canais de vendas

Mesmo que as pessoas estejam em quarentena, elas ainda estão querendo e precisando comprar coisas, criando oportunidades para que as empresas sigam relevantes por meio de outros canais de vendas.

Um exemplo que já está sendo muito apontado por especialistas é como, no meio da crise, gigantes chinesas começaram a explorar com mais força seus e-commerces – uma tendência que também cresceu no Brasil nas últimas semanas, especialmente entre lojas do varejo e no setor de restaurantes.

Ao fazer isso, a estratégia de marketing pode migrar com mais rapidez para o digital, se valendo das redes sociais, dos e-mails-marketing, de textos em blogs ou outras ferramentas existentes.

Muitas empresas B2B já estavam preparadas para isso, especialmente aquelas que oferecem serviços ou soluções digitais. O coronavírus tem mostrado para uma maior gama de negócios que o futuro é cada vez mais digital.

Trabalhar com investimentos a longo prazo

Especialmente em vendas B2B, a pandemia pode ser uma oportunidade para fazer alguns investimentos de longo-prazo – ainda mais se o seu negócio está registrando uma queda nas conversões, é o momento ideal para reavaliar operações, plataformas e processos e, então, promover um planejamento estratégico de longo prazo.

Se sua empresa possui prospecções grandes a fazer, é a ocasião para colocar mais energia nelas, estimulando essas oportunidades para o longo prazo. É importante seguir acompanhando os leads, tranquilizando-os, se necessário, e mantendo-os informados sobre seus planos de contingência para casos de urgência.

Apesar da pandemia ter levado a cancelamentos de muitas passagens aéreas, ingressos de eventos e exposições, a maior parte dos negócios B2B não será muito afetada, ao menos que a crise se prolongue por tanto tempo que faça com que as empresas necessitem cortar investimentos e custos.

Preparar-se para a demanda reprimida

Outra lição da China é que a recuperação econômica do pós-coronavírus será mais rápida do que nós esperamos. Assim, se o seu negócio cortar investimentos agora, ele pode não estar tão bem posicionado para o cenário posterior à pandemia.

Apesar de todas as questões de saúde, organizações podem estabelecer metas e objetivos hoje para se posicionarem melhor amanhã. Há sempre desafios e crises afetando os negócios, que também são oportunidades para que eles se fortaleçam – mesmo em uma pandemia grave como a do coronavírus.

 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

O Marketing B2B e o Impacto do Coronavírus