Veja as principais dicas da Mozcon 2019

Veja alguns dos principais pontos discutidos durante a MozCon 2019, um dos maiores eventos de Marketing e SEO do mundo:

1. A pesquisa está evoluindo e os SEOs precisam se adaptar.

Rand Fishkin, um dos maiores nomes do SEO da atualidade, falou sobre as muitas maneiras pelas quais a indústria de pesquisa (e o Google) estão evoluindo e como os profissionais de marketing digital podem ajustar suas estratégias para obter mais sucesso. Aprendemos que tudo se resume a estabelecer a autoridade do site, melhorando a precisão do conteúdo e garantindo que as informações estejam alinhadas com o consenso autoritário.

2. Precisamos otimizar para humanos e máquinas.

Tanto os robôs quanto os humanos, querem que você seja claro, conciso, forneça informações precisas, chegue ao ponto, evite jargões e cubra subtópicos. O conteúdo legível por humanos também pode ser legível por máquina. Compreender como o Google analisa o texto pode nos ajudar a criar conteúdo mais legível para humanos e robôs, “Otimizar a legibilidade da máquina e otimizar a legibilidade humana têm muito em comum”. Eles podem ser os mesmos. É claro, conciso, colocar respostas ao lado da pergunta, evitar o jargão e cobrir tópicos relacionados suficientes para fornecer uma visão completa desse tópico. “O Google está cada vez mais usando correspondência neural e processamento de linguagem natural.”

3. Pesquisa de palavras-chave não é mais suficiente.

É hora de pensarmos além da pesquisa de palavras-chave ao criar conteúdo. Quais ideias de conteúdo você deve perseguir? Qual o melhor ângulo? Qual o melhor formato? Talvez o segredo para ganhar vantagem competitiva seja pesquisar, repensar e remixar conteúdo.

Encontre o canal em que seu público gasta tempo. Identifique o conteúdo que seu público mais deseja. Avalie como seu público responde ao conteúdo. Todos nós estamos usando as mesmas ferramentas de pesquisa de palavras-chave e, otimizando de acordo com a atualização um do outro com o conteúdo direcionado para os mesmos termos. A intenção é repensar esse processo para encontrar os canais em que seu público gasta tempo e o conteúdo de que mais gosta. O processo de concepção de conteúdo não deve parar na pesquisa de palavras-chave. Analise e verifique em comunidades online, pessoas, fóruns e mídias sociais para ver o que as pessoas realmente estão interessadas ou o que estão falando.

4. Conteúdo interativo leva o bolo.

No mundo digital extremamente barulhento de hoje, o link building não é fácil. A chave para elaborar uma redação digital de RP que geraria links valiosos, nada mais é que a criação de um banco de conteúdo de peças perenes, interessantes, interativas e atribuíveis

5. O conteúdo visual não é mais uma opção, é essencial.

As estatísticas nos indicam que 80% das pessoas lembram o que veem, em comparação a 20% das pessoas que se lembram do que leem. O que isso significa para os profissionais de marketing?

Se você quer que as pessoas se lembrem de você, criar um conteúdo visual envolvente não é mais uma opção – é uma necessidade absoluta. É possível conferir e ler a apresentação completa realizada na MozCon 2019: Criando o conteúdo que as pessoas se lembram (MozCon 2019)

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

O Marketing B2B e o Impacto do Coronavírus