Conheça os mitos comuns do marketing B2B

O caráter aberto e transparente da web permite a divulgação instantânea de informações para os usuários. Essa característica, infelizmente, também possibilita que mitos e inverdades sejam espalhados de maneira exponencial e descontroladamente.

No que diz respeito ao marketing B2B, isso também ocorre com frequência. Para não se perder ou se confundir em meio às tantas informações e orientações, confira a seguir os mitos mais comuns no marketing B2B:

Mito 1: SEO é igual a marketing de conteúdo

É incrível que essa confusão esteja há tanto tempo circulando por aí. Embora estejam relacionados, SEO e marketing de conteúdo não são idênticos.

Se feito corretamente, o marketing de conteúdo vai manter-se concentrado em palavras-chave de SEO e nas técnicas e métodos que envolvem os mecanismos de algoritmos de buscas (como o Google). Você deve enxergar o SEO como um dos elementos que compõe a sua campanha de marketing de conteúdo.

Mito 2: Mídias sociais só são úteis para marketing B2C

As mídias sociais funcionam tanto para B2C quanto para B2B. As empresas B2B podem utilizar as mídias sociais não só para o marketing de conteúdo, como também para descobrir novas oportunidades e parcerias. Se sua empresa não estiver inserida em alguma mídia para se conectar com parceiros e colegas, é possível que esteja perdendo ótimas oportunidades de marketing.

Mito 3: Você só vai precisar de uma estratégia de marketing digital se os seus competidores tiverem uma

Pelo contrário! Se sua concorrência sequer lançou uma estratégia de marketing digital, você terá uma oportunidade enorme para sair na frente das demais empresas. Quanto mais você aguardar, mais tempo pode levar para sua marca se firmar no mercado.

Mito 4: E-mail marketing está morto

Tendo em vista a atenção dispersa do público alvo dividida entre os vários formatos de comunicação, é muito fácil assumir que o e-mail marketing não é mais efetivo. A boa notícia é que é muito mais interessante utilizá-lo do que muitos imaginam. O e-mail é um formato barato, pode ser personalizado e permanece relevante.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

O Marketing B2B e o Impacto do Coronavírus