Conheça erros de assessoria de imprensa que podem acabar com a sua imagem

Sabia que mais de 85% dos clientes buscam regularmente ou ocasionalmente conteúdo de alta credibilidade ao considerar uma compra? Isso inclui, por exemplo, artigos de especialistas, resenhas e reportagens na imprensa. A informação é de um estudo divulgado pela Nielsen em 2014.

A assessoria de imprensa, portanto, é essencial para garantir que seu negócio seja visto por seu público-alvo, seja quando estão considerando uma solução ou simplesmente quando estão buscando aprendizado. Porém, uma estratégia ruim de divulgação da sua marca na imprensa pode ser um grande problema.

Confira a seguir alguns erros de assessoria de imprensa que podem acabar com a imagem da sua empresa:

Enviar centenas de e-mails de uma vez

Há muitos anos, era comum as assessorias de imprensa se gabarem de contar com mailings gigantescos de contatos de centenas de jornalistas em todas as redações do Brasil. Assim, era cômodo criar um release e disparar de uma só vez para todos os contatos usando a função de cópia oculta ou alguma ferramenta de automação de disparo de releases.

Atualmente, essa tática acabou se tornando uma ameaça para a imagem das empresas. Ao adotar essa abordagem, é comum enviar e-mails para repórteres que pouco têm a ver para a divulgação da notícia – gerando uma péssima fama para a marca dentro das redações. Além disso, é fácil perceber quando um e-mail foi enviado “em massa”, mostrando pouco esforço.

Muito mais importante do que contar com uma lista gigantesca de jornalistas é manter contato e criar um relacionamento duradouro com os repórteres mais relevantes, gerando uma lista menor e mais especializada.

Deixar de honrar as exclusivas

Quando um assessor de imprensa promete uma exclusiva para um repórter, o conteúdo deve ser realmente exclusivo. Enviar e-mails para 10 diferentes jornalistas com um conteúdo exclusivo pode ser desastroso para a imagem da empresa se os repórteres descobrirem que foram enganados.

Sabemos que o jornalista pode, muitas vezes, demorar para responder um e-mail de exclusiva – e suas ações de divulgação não podem parar por causa disso. Uma boa solução é oferecer conteúdos exclusivos com uma data de limite para publicação, que pode variar de 2 a 3 dias.

Ignorar publicações menores

É claro que todos querem aparecer na Folha de S.Paulo ou no Estado de São Paulo, mas existem várias outras publicações que sua audiência lê, mesmo que sejam menores. No caso da assessoria de imprensa B2B, divulgar a marca em publicações menores de nicho é essencial para atingir potenciais clientes – são essas publicações, inclusive, que geram cliques com maiores taxas de conversão.

Por isso, é importante ter conhecimento das publicações que seu público-alvo lê e desenvolver um relacionamento mais próximo com os jornalistas dos veículos que cobrem assuntos relacionados ao seu mercado.

Quer fugir desses erros de assessoria de imprensa? A Intelligenzia conta com uma equipe de jornalistas com experiência no segmento B2B, que realizam um trabalho estratégico com a produção de conteúdo especializado e contato com a imprensa de qualquer segmento. Conheça o serviço de assessoria de imprensa e saiba como podemos ajudá-lo.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

O Marketing B2B e o Impacto do Coronavírus