Ter o paciente no centro da estratégia está se tornando uma das tendências predominantes na indústria farmacêutica, e por um bom motivo. No marketing, é necessário fornecer soluções que beneficiem todas as partes interessadas, incluindo marcas, médicos e pacientes. Uma das ferramentas que coloca os pacientes no centro das atenções é uma jornada paciente. Então, o que exatamente é uma jornada paciente, quais são seus benefícios e como as marcas farmacêuticas podem usá-la?

O que é a jornada do paciente?

Simplificando, uma jornada do paciente é uma coleção da experiência do paciente em todo o sistema de saúde. Ele descreve o caminho completo que o paciente percorre, desde os primeiros sintomas até o ponto em que o tratamento termina. Ele fornece histórias da vida real do caminho que os pacientes tomam, destacando seus maiores problemas com os medicamentos, os médicos e o sistema geral de saúde.

A jornada do paciente deve ser usada para guiar o profissional de marketing do setor farmacêutico na criação de conteúdo adequado – não deixando de lado, é claro, toda a regulamentação da Anvisa no que tange à propaganda de medicações – que também se aplica ao marketing digital.

Quais são os benefícios de se usar a jornada do paciente?

Uma vez que você comece a pensar nas jornadas do paciente, rapidamente fica evidente que elas beneficiam todos os envolvidos. Principalmente, as marcas farmacêuticas poderão efetivamente melhorar os resultados dos pacientes, pois serão informadas sobre as opiniões dos pacientes por meio de programas de capacitação de pacientes.

As jornadas do paciente também podem ser utilizadas para novas pesquisas –bem como para a avaliação do momento da inserção do medicamento na rotina do paciente, e de que forma isso se dá.

Finalmente, e talvez mais importante, uma jornada paciente melhora a comunicação em todos os setores e entre todas as partes envolvidas no processo. Marcas farmacêuticas, representantes de vendas, médicos, propagandistas e pacientes estão alinhados e informados sobre a experiência dos pacientes.

Com dados da vida real, as empresas do setor farmacêutico podem se preparar para lançamentos melhores de produtos e desenvolver estratégias de marketing mais eficientes. Por outro lado, os hospitais podem melhorar sua abordagem aos pacientes e investir esforços para melhorar a adesão e os resultados dos pacientes.

Como apoiar o paciente em sua jornada

Existem quatro maneiras de mostrar apoio na jornada do paciente: educacional, emocional, comportamental e prática.

O apoio educacional refere-se a melhorar as informações dos pacientes sobre seu diagnóstico, doença e curso do tratamento.

O apoio emocional refere-se a fornecer aos pacientes uma maneira de lidar com a doença. O apoio à mudança comportamental refere-se a soluções para além das pílulas que ajudam os pacientes a mudar suas rotinas diárias. Isso pode ser feito com vários aplicativos que rastreiam dados relevantes de pacientes, bem como planejam suas atividades relacionadas à adesão à medicação.

Finalmente, o apoio prático refere-se ao acesso real que os pacientes têm ao tratamento.

Usando a jornada do paciente

Com o passar do tempo, as marcas farmacêuticas e representantes de vendas têm acesso mais restrito a algumas das principais áreas do mercado. Na medida em que desenvolvem uma jornada do paciente, eles podem obter dados cruciais que ajudam a moldar futuras decisões importantes do mercado.

Primeiramente, você pode aprender muito mais sobre o seu produto e sobre como ele está sendo usado, uma vez que é prescrito, incluindo o quão eficiente ele é. Em segundo lugar, você será capaz de identificar os principais interessados ​​e quanto valor sua opinião tem para os pacientes. Por exemplo, você pode aprender os fatores decisivos aos quais os pacientes aderem ao escolher um médico. Além disso, você pode descobrir quem influencia as decisões do paciente em sua jornada, além do médico.

Um dos principais benefícios de usar uma jornada do paciente é também a capacidade de identificar os desafios que surgem. Estes podem ser coisas como o período de tempo para obter uma consulta, o tempo de compromisso para diagnóstico e prescrição e assim por diante. As marcas farmacêuticas serão capazes de aprender as habilidades necessárias para melhorar os pontos de contato.

Talvez mais importante, a jornada do paciente permite acesso às preferências do paciente. As marcas farmacêuticas podem aprender com os métodos de tratamento preferidos pelos pacientes e familiarizar-se com suas dificuldades.